Share This Post

Destaques / Notícias / Reviews / Toys / Vídeos

Xiaomi MITU vs DJI Ryze TELLO

Xiaomi MITU vs DJI Ryze TELLO

Vamos falar hoje sobre o Xiaomi MITU. Quando a DJI e a Ryze lançaram o Tello elas inauguraram um novo segmento, de drones abaixo de 100 dolares com foco, digamos, na melhor qualidade de vôo e imagem que esta faixa de preço permitisse.

Se você quiser comprar ou conhecer melhor o DJI Tello, clique aqui.

Se você quiser comprar ou conhecer melhor o Xiaomi MITU, clique aqui.

Inicialmente o que se viu nas redes sociais foi muito ceticismo pois os drones ou eram caros e bons ou então baratos e limitados, nem sempre entregando tudo aquilo que a página de venda do produto prometia. Mas bastaram surgir os primeiros reviews e imagens para que as pessoas finalmente entendessem que até então não havia nada com aquelas características. Vôo excelente, estabilidade excelente, e boa qualidade de imagem. E claro que não tardou para a Xiaomi apresentar seu competidor para o novo segmento, o qual foi batizado de Xiaomi MITU.

Xiaomi MITU

Xiaomi MITU

O Xiaomi MITU tem design e características que dão a ele personalidade única, mas possui dimensões bem semelhantes às do Tello. A bateria por exemplo tem um formato inusitado e é inserida na parte superior do drone, contando com uma trava que é liberada através de um botão na parte traseira e que torna bem fácil a troca da bateria.

Trava da bateria

Junto na embalagem, além do drone, vêm 3 pares de hélices (1 jogo e meio), 4 protetores de hélices e um manual em chinês. Só isso. Com alguma intuição é possível entender como fazer o download do aplicativo de celular utilizado para o controle do drone, que depois de instalado também é bem intuitivo e fácil de usar.

Pilotagem

A pilotagem do Xiaomi MITU é feita através de um aplicativo que você instala em seu smartphone, e que é muito semelhante a qualquer outro aplicativo utilizado para este fim, inclusive do do próprio Tello. Os comandos são precisos o suficiente e em condições normais a pilotagem é bastante tranquila.

Sensores de posição

O drone se encarrega de decolar e ficar parado no mesmo lugar até que você resolva dar algum comando, e isso é diferente do que ocorre com drones mais baratos que não possuem sistemas de posicionamento e são facilmente levados por correntes de ar, o que pode acabar colocando a perícia do piloto em xeque antes da hora.

MITU vs TELLO

Comparar os dois drones é algo inevitável, e até desejável pois compartilham muitas características, embora desempenhem suas funções de maneiras diferentes. O Tello tem características de vôo  fantásticas que por vezes lembram as de um drone maior equipado com gimbal e GPS. Claro, às vezes.

Chave liga-desliga

Já o Xiaomi MITU também é capaz de manter sua posição no espaço, mesmo a altitudes de até 30m de altura, porém de uma forma menos suave e eficiente. Isso não é o mesmo que dizer que ele é ruim, muito pelo contrário. O MITU se vira muito bem para ficar paradinho no céu enquanto você se preocupa em apontar a câmera para algo interessante mas o produto final do vôo, que é o vídeo, apesar de ter boa definição (1280×720 a 16Mbps) não conta com o mesmo recurso de estabilização digital utilizado no Tello, que apesar de ter uma taxa de bits menor (1280×720 a 9Mbps) oferece um resultado final geral superior.

Apesar disso a imagem do Tello não é perfeita pois ele possui um problema fundamental que pode colocar tudo a perder na hora de mostrar pros amigos aquela filmagem fantástica que você fez: o vídeo é gravado apenas no smartphone. Não seria problema se houvesse algum tipo de buffer ou tecnologia que impedisse que o vídeo final viesse com todas as perdas de frame apresentadas durante a filmagem. E esse é um problema chato demais pra ser sincero. Já o Xiaomi MITU vem com 4Gb de memória integrados ao drone, de modo que o vídeo é gravado localmente e se você tiver problemas de interferência ou perda de frames durante o vôo estes não serão transferidos para o vídeo final. Ponto para o Mitu.

Outro aspecto no qual o Tello se apresenta superior é a autonomia de vôo. Em nossos testes, enquanto o XIAOMI Mitu conseguiu se manter no ar por cerca de 7 minutos, o Tello manteve sua posição por pouco mais de 11 minutos, uma diferença bastante significativa. Pode parecer bobagem, mas num segmento em que os quesitos a serem analisados são bem limitados, esse é um dos pontos mais importantes.

E por fim o preço. O Tello vem sendo vendido desde seu lançamento por cerca de U$99,00 enquanto o Mitu é tem sua etiqueta definida na casa dos U$65,00. Isso equivale a dizer que no final das contas você novamente vai ter que optar entre melhor qualidade e preço mais em conta, lembrando que no que diz respeito à qualidade de vôo ambos são similares, com leve vitória para o Tello, mas no quesito qualidade imagem não tem uma única métrica. Se para você a estabilização é mais importante, vá de Tello, mas se você não suporta as frequentes perdas de frame do Tello, então fique com o Mitu e gaste a diferença com um carregador e duas baterias extras. 

Se você quiser comprar ou conhecer melhor o DJI Tello, clique aqui.

Se você quiser comprar ou conhecer melhor o Xiaomi MITU, clique aqui.

Share This Post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Lost Password

Register

Receba mais conteúdos como este
em seu e-mail

Se inscreva em nossa lista e receba notícias, reviews e novidades do mundo dos drones, aeromodelos e outros veículos radio-controlados.

Obrigado por inscrever-se.

Ops! Alguma coisa deu errado :(